curiosidades

Enfeites nas portas para recém nascidos

junho 03, 2018

Das curiosidades culturais aqui da Italia que me chamou muito a atenção, foi o fato de quando nasce uma criança em determinada casa, a familia coloca um enfeite na porta para simbolizar a chegada do novo bebê, mostrando que ali tem um novo ser humano recém nascido.

um adorno com os dizeres "è nata Olivia" ou "nasceu Olivia"

nessa casa nasceram gêmeos, pelo visto


Outro fato curioso, é que das duas casas que jà morei aqui, as vizinhas do andar de cima estavam gravidas e nasceram meninas no meu predio.
Duas vezes!
Estou com um magnetismo para recem nascidos hahaha!


Acho um costume bem simpatico esse de enfeitar a porta de casa para avisar que nasceu uma criança, uma maneira de mostrar que uma vida nova chegou naquele lar, apesar de tambem achar um tanto invasivo (mas é da cultura italiana de ser).





curiosidades

Sutilezas italianas

maio 31, 2018

Andando por uma rua a caminho da escola, me deparei com este aviso gentilíssimo e sutil no jardim de uma casa muito florida, com toque de humor.




ATENçÃO:
O cão não morde, mas o dono corta as mãos de quem rouba as rosas!


Sutilezas passivo-agressivas do modo italiano de ser.



depressão

motivação e saúde mental

maio 18, 2018

Eu tinha uma ideia de continuar a escrever aqui, paralelo ao canal no youtube que comecei a criar pra postar os videos que estao filmados mas nao produzidos.
Tinha muitas ideias, transbordando da cabeça.
Sempre fui muito sonhadora e idealizadora, criatividade bombando nessa cabeça.

Mas faz alguns anos que enfrento uma batalha que vem piorando cada vez mais. Batalha silenciosa, rasteira, que no ultimo ano me fez afundar de uma maneira que jamais imaginei.

Se chama depressão.

E mesmo que ainda tenha aqueles que achem bobagem e frescura, é uma doença, e é bem seria.
Convivo com isso ha muitos anos, mas nos últimos 2 tudo tem piorado muito por causa de um grande trauma pessoal/familiar que desencadeou outros traumas muito pesados.
Nao tem sido nada facil desde então.

Minha vida da noite pro dia virou de cabeça pra baixo, e so tem sido uma montanha russa de onde nao desci mais. Nao ta nada facil.

A vontade de sumir é quase constante e esmagadora.

O questionamento que faço a mim mesma todo dia sobre qual a razão de estar aqui, qual minha função nesse planeta me deixa sem respostas, pois ja nao sei mais o que fazer.

As vezes quero contar tudo que se passa, e na maioria das vezes eu nao quero, pois cansa muito repetir tudo e nao ser ouvida, ser pouco compreendida, ou entao ter que escutar absurdos e preconceitos.

Uma das piores coisas que tive que enfrentar nessa fase trash, foi uma internação depois de um surto de desespero suicida. Foi a pior experiencia da minha vida, pois fui para um lugar onde esperava ser bem acolhida, ter apoio e me sentir segura. Mas tudo que encontrei foi um lugar que mais parecia uma prisão de tratamento desumano cheio de falhas, um trauma muito grande que ainda nao consigo falar direito e preciso juntar coragem para fazer uma denuncia contra essa clinica.

é muito desesperador passar dia apos dia sem ver esperança em nada, sem ver motivação nas coisas. Se sentir um pouco cobaia dos tratamentos farmacêuticos, pois as vezes eles te ajudam, as vezes tu nao sabe se te ajudam mais.

Muitas coisas se passam na cabeça, e te da vontade de simplesmente parar com tudo. De apertar um botão de desliga e deu. Pufff, apagar.

Mas a maquina nao desliga, continuamos aqui, e agora? como a gente faz pra seguir em diante? Nao sei! Nao to achando motivação em nada, e isso é muito angustiante.


curiosidades

Uma Madonna em cada esquina

abril 05, 2018

Após alguns meses vivendo nas terras italianas, caminhando bastante pelas ruas das cidades, me chamou muito a atenção o fato de encontrar com muita, mas MUUUITA frequência imagens e pequenos altares dedicados à Nossa Senhora, ou à Madonna como se fala em italiano.

uma Madonna em uma esquina de Firenze


E eles estão literalmente em cada esquina, praticamente!
Basta caminhar alguns quarteirões observando com atenção aos edificíos que voce vai encontrar alguma imagem de alguma Madonna.
Algumas são apenas uma pintura, ja meio desbotada e apagada pelo tempo, outras são esculturas bem conservadas em altares com velas e flores, até luzes.





O mais curioso ainda é que essas Madonnas viraram ponto de referencia para as Pokestops, um lugar para os jogadores de Pokemon Go recolherem items para seu avatar.
Sim sou jogadora de Pokemon Go e assim vou desbravando a cidade e conhecendo mais Madonnas e outros pontos curiosos. Mas isso é assunto para outro post.

Arrivederci, amici!



adaptaçao

sobre recomeços e adaptações

março 11, 2018

Recomeçar é uma tarefa bastante desafiadora, seja ela no âmbito que for.
Quando decidi recomeçar a vida aqui na Italia, tinha noção que nao seria mil maravilhas, que as pedras no caminho existiriam sim, como de praxe.

Tomar a decisão de sair do nosso país natal, do nosso conforto, das coisas as quais estamos habituados, para tentar uma vida nova onde teremos certas comodidades vantagens tem seus preços.
A adaptação leva tempo, e para cada pessoa pode demorar mais ou menos.

Cada país vai ter suas diferenças culturais e linguisticas, e isso pode se tornar uma barreira gigante como a muralha da China, ou pode ser a ponte que te levará a um novo mundo cheio de descobertas bacanas para a nova vida que estás almejando.

Essa nova etapa aqui na Italia tem sido interessante, e ao mesmo tempo desafiadora, pois estou com outra cabeça, outra maturidade. Muitas coisas aconteceram na minha vida antes de chegar aqui (e que até me fizeram decidir vir para ca). A barreira da lingua atrapalha um pouco, mas nao é um bicho de 7 cabeças, hoje ja consigo me comunicar bem melhor. Ter estudado italiano anos atras me ajudou bastante, ter sido criada por uma avò italiana também me aproximou bastante da cultura deles.
Mas a cultura italiana que conhecemos no Brasil é uma cultura dos imigrantes, é um pouco diferente da cultura que se vive hoje em dia aqui na Italia do século 21. Pequenos detalhes que se percebem no dia a dia convivendo por aqui.

Juntando isso tudo a um momento de vida onde ja estava bastante perdida na questao profissional, chegar no pais novo e buscar trabalho mas sem saber direito o que se quer fazer, sem falar direito a lingua deles complica um pouco. Nesses momentos vem aquelas frases motivacionais de coaching na nossa cabeça dizendo que o importante ée ter foco, ter metas bem definidas, etc e tal.
Mas, e quando a gente nem sabe o que quer? hehehehe
Fica um pouco mais dificil.

O que sei é que vim buscar aqui um pouco mais de qualidade de vida, de poder sair tranquila nas ruas sem medo de ser assaltada, sem medo de ser assediada o tempo todo, sem medo de ir e vir.
Sem medo de deixar a janela aberta em casa, sem medo de andar com a bolsa nas costas achando que vao abrir a qualquer instante (mas um pouco de cuidado sempre vai bem né), sem panico de achar que qualquer pessoa com mao no bolso do casaco estaria armada pronta pra te assaltar.

Fico tao feliz de poder sair na rua pra fazer umas das coisas que mais gosto tranquilamente: caminhar sozinha e caçar Pokemons sem medo de me assaltarem!

Muita gente me chamava de exagerada, de que era sò ter cuidado que isso nao acontecia, mas lembro que eram pessoas que nao andavam a pé. Porto Alegre estava e ainda esta um caos, e eu entrei em panico de sair de casa la.
Somando mais outros fatores diversos, a hora de ir embora pra tentar arriscar uma vida nova chegou, e aqui estou! Na terra natal da minha vovò amada.

Estou adorando bastante conhecer a cultura e as loucuras dessa terra rica de historia e cultura, tantas curiosidades e fatos interessantes pra se descobrir.

In bocca al lupo!

Il Duomo da cidade de Prato






Instagram