até ano que vem!

dezembro 30, 2014

só vim aqui dar uma passadinha pra agradecer às minhas leitoras fiéis que continuam me visitando mesmo quando eu sumo hehehe.
Obrigada Madi, Barbara, IzaLana, Ana, Marcela, Sissi, Paula!
Eu volto por aqui, e volto a ler vocês tambem (ja voltei aliás), não desisti do blog não, viu Lana?
Só estamos em reformas para melhor atendê-los!

Boa virada de ano pra todos!


Finalizando bem esse 2014

dezembro 21, 2014

Deixei o blog paradão e abandonado, eu sei.
Simplesmente perdi um pouco da vontade de blogar por aqui e também estive me focando em outros projetos, e acabava desanimando em voltar a escrever sobre qualquer coisa que fosse.
Nem foi por falta de assunto, acho que a preguiça e desinteresse que falaram mais alto.
Andei trabalhando bastante e plantando muito na minha vida profissional, o que me exigiu muito mais tempo e dedicação.
To com uma rotina bem agitada e diferente, e muito legal mesmo que cansativa às vezes. Tava montando um escritório/coletivo com uma amiga e a coisa ta fluindo! Muito legal ver nosso crescimento assim "de repente"(pois nada foi de repente também, anos batalhando).

E aproveitando o final de ano pra dar uma passada aqui e dizer que de feriado não terei nada, pois estamos a mil com ideias e projetos para começar a todo vapor em janeiro.
Uhuuuuu!




novembro 27, 2014

a rotina tá corrida demais, assim que der eu volto a blogar e visitar os blogs amigos ;)

Porto Alegre; festival boa vizinhança; bairro floresta;

Festival da Boa vizinhança

novembro 18, 2014

Não, não é aquele episódio do Chaves não, mas foi inspirado nele tambem.

Aconteceu no último domingo dia 16 aqui em Porto Alegre no bairro Floresta, o bairro onde cresci e ainda moro.
Depois de tantos anos ele ter sido deixado de lado por tantas autoridades locais, tem diversos eventos da iniciativa da população acontecendo por aqui, e esse festival foi um deles. E dessa vez eu fui!
Estava bem animado e divertido!


Pessoal colocou mesas e bancos na rua, tinha artistas expondo, bandas tocando música, cerveja artesanal a venda, muita conversa, cantinho pra expor o que você deseja pro bairro (olhem a foto do varal):





Bacana essas iniciativas acontecerem, que sirvam para abrir os olhos das autoridades públicas e investidores para dar nova vida ao bairro, que anda tão inseguro e abandonado. 

Esqueci de deixar escrito meu desejo no varal, mas além de mais segurança, desejo padarias no bairro, já que as que tinham quando eu era Criança sumiram todas!





arquitetura

visitando a terra da garoa (de novo)

novembro 11, 2014


Consegui conhecer alguns lugares novos desta vez. Agora a ponte aérea POA - SP vai ser mais frequente por causa do namorado. Então vamos fazer do limão uma limonada!

fui ver de perto o painel do artista Kobra, que pintou o rosto do arquiteto Oscar Niemeyer. Conseguem identificar algumas obras do arquiteto nesta pintura?

no início da av. Paulista, na Praça Oswaldo Cruz, fica o prédio que virou uma pintura urbana

de onde bati a foto do mural, fica a Casa das Rosas, um antigo casarão da aristocracia paulistana que hoje abriga um centro cultural. Tem uns jardins bem legais lá também, além de um café e um edifício aos fundos que abriga outros centros culturais e escritórios.



adorei ver espalhados pela casa os detalhes da restauração que foi feita ali

tava rolando uma exposição de quadrinhos bem divertida



tão marcando uma dança da chuva na rua, quem vai?

o hospital Santa Catarina com sua capela e junção de novo x antigo

hamburgueria Big Kahuna, com temática do Pulp Fiction, cheio de marcas de sangue pelas paredes. Não gosto dos filmes do Tarantino, mas o lugar é bacana e o hamburguer é divino


fui no Salão do automóvel prestigiar o trabalho do namorado e ver os lançamentos do meu futuro Porsche

e foi isso!

Desafio da Madi

novembro 07, 2014

Dessa vez foi a Madi que me desafiou e não posso desobedecê-la!!!
Tenho que responder algumas perguntinhas pra vocês:

1- Quais eram suas 4 brincadeiras prediletas em sua infância?
Mesmo eu tendo 4 irmãos, eu lembro de brincar muito sozinha, apesar de adorar brincar de esconde esconde com eles,  amava brincar de Barbie, de Lego (montava casas lindas que minha vové ficava surpresa comigo, e agradar a nonna calabresa não era fácil), de bolha de sabão e tenho uma lembraça remota de uma brincadeira um tanto inusitada: brincar de fila do inps. Sim, eu achava o máximo imitar a burocracia dos adultos e brincava sozinha que estava numa fila para ganhar um carimbo no papel.

2- Quais foram seus 4 filmes prediletos em sua infância?
Dois filmes que marcaram minha infância são: Cantando na Chuva, pois eu assistia com meu pai quando passava na Globo de madrugada, especialmente nas festas de fim de ano; e A Bela e a Fera, que lembro ter sido meu primeiro filme visto no cinema (no finado Baltimore, ali da frente da Redenção, pra quem é daqui de Porto Alegre) e eu adorava demais.
Outro filme que me marcou foi Alice no País das Maravilhas, pois lembro que quando ainda não tínhamos video cassete em casa, minha mãe me comprou a fita deste filme como se fosse um amuleto que atrairia a chegada do videocassete (que demorou mais uns anos pra chegar).
Não teria um filme pra colocar na quarta posição, mas sim vários: Esqueceram de mim, o Rei Leão, Pocahontas, Ghost, Titanic, etc.

3- Qual era o medo que você tinha?
Tinha muito medo que o meu prédio caísse, que meus pais desaparecessem e medo de ladrão entrar em casa. Acho que esses medos não mudaram muito hoje em dia hehehe

4- Qual era o seu desejo de consumo?
Não lembro de ter um desejo de consumo só, mas eu gostava de ir na loja Superfestas e ficar babando em brinquedos que estariam pra sempre longe do meu alcance, como a Ferrari da Barbie, baldes gigantes de Lego, e alguns outros.

5- Qual era seu personagem infantil favorito?
Boa questão! Não sei! Pica pau talvez?

6- Comparando as crianças daquela época com as atuais, em seu ponto de vista, qual ponto positivo e negativo?
Ponto positivo que me lembro de brincar com coisas mais analógicas, e inventar brincadeiras com meus amigos que não dependesse de algum aparelho eletrônico, o que também poderia ser ruim, pois hoje tem tanto brinquedo bacana eletrônico que acaba instigando a criatividade e desenvolvimento das crianças.
Lembro também que eu tinha uma amiga (oi Pri!) que não tinha telefone em casa, e mesmo assim a gente conseguia combinar de se encontrar depois da aula, de alguma maneira a gente se comunicava!

7- Linkar a pessoa que indicou este questionário:
a queridona Madi, do Bloguinho da Madi!

8- Mandar esse questionário para 04 blogueiros e avisá-los para responderem.
Deixo em  aberto para quem quiser responder! Sintam-se livres para isso! \o/


9- Postar uma foto de infância ou algo que fez parte dela.

meu primeiro dia de aula, com meu papai!

Doce novembro

novembro 03, 2014

Eu acabei escrevendo ontem um post tão rabugento que nem eu aguentei depois e deletei. 

Agora, sem reclamações, só queria dizer que estou bem faceira de rever meu namorado aqui em Sampa neste findi. 
Amanhã já volto pra província.

Ciao carissimi!
(Ando numa fase de volta às origens e tentando reaprender italiano hahaha)


cinema

Filme: Entre nós

outubro 25, 2014

Mais uma dica de filme bacana que está disponível no Netflix: entre nós.



Conta a história de uma mulher colombiana que recém chegou em Nova york com os dois filhos e o marido e que, após ser abandonada por este, precisa se virar para sobreviver e sustentar os filhos. Baseada numa história real, mostra a batalha de uma imigrante ilegal tentando ganhar a vida num país estranho.
Bem bonitinho!


O causo da barata no bolo

outubro 22, 2014

Semana passada comprei um bolo de laranja de uma marca que costumo comprar sempre e adoro, no supermercado que vou semanalmente. Chegando em casa, fui abrir para comer um pedaço, e encontrei uma surpresinha: uma perna de barata!



Delícia né?
Tirei foto e fui reclamar na página do mercado, onde me pediram meu telefone para entrar em contato comigo e esclarecer o ocorrido. Passou uns dias e o gerente da filial onde comprei a iguaria me telefonou pedindo desculpas e explicando que já tinham entrado em contato com o fabricante e que este iria me procurar para conversar. Eu já estava me armando para entrar na justiça nas pequenas causas, quando recebi a ligação da fábrica.
O moço, super educado e gentil, me pediu mil desculpas, disse que estavam investigando onde poderia ter ocorrido a falha, que eu estava super convidada a visitar a fabrica e o processo de produção dos produtos e que queria me tirar essa má impressão me entregando pessoalmente um kit dos produtos deles.

Pois bem, hoje de manhã ele esteve aqui em casa e recebi, além do pedido de desculpas pessoalmente, um kit cheio de coisas boas da empresa. Achei bem bacana da parte deles essa preocupação (básica) com o cliente e principalmente em dar um retorno num ocorrido desse caso. E eu achei importante reclamar primeiro com eles, antes de sair entrando na justiça, pois acredito que seja possível sempre um entendimento global com o diálogo.



Caso interesse, o supermercado é o Zaffari e a marca do bolo é a Casa do Croissant.


curiosidades

estranhices (ou nem tanto)

outubro 18, 2014

Tava falando com uma amiga esses dias, sobre como eu tenho uma percepção diferente de ver as horas em um relógio analógico, de ponteiros, do que ver num relógio digital. Não é a mesma coisa pra mim!
Não conheci ninguém ainda que sinta isso também. Cinco minutos num relogio digital tem um significado diferente pra mim do que ver o ponteiro dos minutos 15 graus avançado no relógio analógico.

tenho os dois tipos de relógios no meu computador hehehe

Outra estranhice minha é sobre a influência da cor e estampa de um prato na minha refeição. Detesto pratos muito floridos e cheios de frufrus. Quando o prato é branco e liso, a comida se destaca, fica diferente, e como a gente também come com os olhos, acho que isso é bem importante.
O formato do prato também acho que influencia, mas nem tanto quanto a cor e estampas. Claro que não sou totalmente contra ter alguma corzinha ou detalhe, mas nada exagerado.
Vale o mesmo para copos, detesto tomar líquidos em copos coloridos demais, ou aqueles de vidro enrugados que distorcem a visão. Jarras de suco também.

Vai entender....ou melhor nem tentar hehehe


gatos

meus olhinhos verde oliva

outubro 14, 2014

e no meio da correria do dia a dia, a vantagem de trabalhar em casa é ter esse meu muso fazendo companhia.
Oswaldinho querido da mamãe!





Doce aroma do anoitecer

outubro 11, 2014

Depois de mais um dia de longo e cansativo trabalho, eis aqui meu mais recente favorito relaxante das noites:



instagram

10° Encontro Mundial de Instagrammers

outubro 06, 2014

No sábado passado teve o décimo World Wide Instameet, que é o encontro mundial dos usuários do Instagram. Eu tinha ido no último encontro que teve em maio, e dessa vez o local escolhido foi a Fundação Iberê Camargo, nosso famoso museu desenhado pelo arquiteto Álvaro Siza.


foto minha durante uma visita ao museu no ano passado

os instagrammers de Porto Alegre (foto do Kalique Dias)

Eis algumas fotos do encontro e um vídeo que fiz usando timelapse.







afterlife

outubro 05, 2014

Ainda ando pensativa e refletindo sobre a vida e a morte, depois dos acontecimentos da semana. Deu saudade de quem já se foi, medo de perder quem ainda está por aqui, aquela hora de reflexão sobre o que eu estou fazendo da vida agora, onde quero chegar, essas coisas.

Aí que veio essa música aí do Arcade Fire.
Já tinha gostado da música, e os clipes achei bem bacanas, principalmente a versão com cenas do filme Orfeu Negro, que se passa no Rio de Janeiro e é uma releitura da história grega do casal, onde ele vai para o pós vida encontrar a amada e coisa e tal. E tem o outro clipe que mostra uma familia de mexicanos vivendo nos EUA, que também é legal.





viciei na música, acho que pela melodia e pelo significado dela no momento.


.

outubro 02, 2014

Eu não sei se entendo ou não entendo o suicídio, pois ao mesmo tempo que é algo tão terrível, acho que ainda é uma escolha que a pessoa quis fazer em não viver mais. E entendo que a depressão, quando não tratada ou levada a sério, pode conduzir o depressivo aos caminhos mais drásticos possíveis.
Agora, se tem uma coisa que ainda não entendo, é como ainda existe um preconceito tão enorme em entender que depressão é uma DOENÇA e que tanta gente sequer aceita que ela exista. Tratam com banalidade e preconceito, como se fosse bobagem ou frescura da pessoa que está mal.
Só sei que cada vez mais me convenço de que não conseguimos viver neste mundo sozinhos, sem família e amigos, precisamos das pessoas, e principalmente das pessoas queridas e amadas.


cinema

Filme: Um porco em Gaza (when pigs have wings)

setembro 28, 2014

O filme do final de semana foi esse daí citado no título, história que se passa na faixa de Gaza e conta a vida de um pobre pescador palestino que tira seu sustento da pesca, enquanto tenta sobreviver com sua esposa no meio dos conflitos locais.


Numa fase ruim pra pesca, cheio de contas a pagar e mentiras pra contar pra esposa, ele acaba pescando um porco, animal considerado impuro e proibido nas crenças religiosas dele, o que faz ele pensar que a maré de azar só vai piorar.
É uma comédia em um cenário totalmente adverso, que mesmo nos fazendo rir em tantos momentos, faz refletir sobre a vida que levamos e o quão distante dessa realidade chocante vivemos.
Uma das cenas que isso fica bem claro pra mim, é quando a esposa dele está assistindo uma novela brasileira e um soldado israelense (que faz ronda no telhado da casa deles) comenta que os personagens só brigam e discutem, mas acha que no final vão ficar bem. Isso fez parecer nossos problemas daqui tão triviais (mas só por alguns instantes hehe).
Recomendo muito!

Fiquem com o trailer:


I would walk 500 miles...

setembro 24, 2014

...and I would walk 500 more, just to be the man who walked a thousand miles to fall down at your door.



Cinco perguntas sobre "Apenas minha jornada"

setembro 21, 2014

Fui intimada pela Fernanda, do blog Meu eu Limítrofe a responder 5 perguntas sobre o blog. Vamos lá então!

As regras são:
1º- O desafiador deve fazer 5 perguntas sobre o(s) blog(s) escolhido(s)
2º- O desafiador deve deixar os links dos blogs que desafiou
3º- O blog que for desafiado deve deixar na tag quem o desafiou
4º- Só é permitido criar perguntas sobre o blog
5º- Os blogs desafiados devem ser informados disso e responder nos comentários da tag se aceitam ou não.

Respondendo as perguntas da Fernanda:

1º- Como surgiu a idéia de ter um blog?
   Surgiu quando eu estava prestes a embarcar pra Alemanha e fazer intercâmbio por lá, contigo por sinal hehehe. Mas quando adolescente eu tinha um blog de besteiras que durou alguns anos e depois sumiu por eu parar de postar e o servidor dele deixar de existir (se chamava "viva o arco-íris", não tinha nenhuma alusão ao movimento LGBT até porque eu nem sabia dessa relação, mas algumas pessoas me perguntavam sobre isso)

2º- Sua família sabe da existência do seu blog? Apoia?
   Sim, minha família sabe, apoia, mas não dá a menor bola. Acho que o maior leitor que tenho da família é meu pai. Tem uma irmã que às vezes entra também, mas é bem raro.


3º- O que te inspira a escrever nele?
   Me inspira a escrever aqui principalmente as viagens que fiz, experiências vividas, coisas do cotidiano ou qualquer desabafo que eu esteva com vontade de fazer.

4º- Tem objetivos maiores em relação ao blog?
   Não necessariamente, pretendo continuar escrevendo as coisas que me acontecem, e principalmente sobre as viagens que quero fazer, mas nenhum objetivo específico. Acho muito legal ter um blog pra compartilhar informações e qualquer assunto (mesmo que inútil) e ir conhecendo pessoas através dele, com coisas em comum contigo.

5º- Quais os assuntos mais frequentes no seu blog e quais você gostaria de inserir.
   Acho que o mais frequente por aqui são as lembranças do ano vivido na Europa, depois vem algumas coisas do cotidiano mesmo. Gostaria de escrever mais sobre arquitetura, mas ainda acabo deixando um pouco de lado por sei lá que motivo.

Agora vou marcar a Iza do blog Andorinea, a Ana do This german life, a Sandra do Fondue e Chocolate, a Marcela do Postcards for Souvenirs, a Bárbara do Segredos da Montanha de Ferro, a Lana do Desenhos na Calçada, a Paula do Ô essa menina e a Madi do Bloguinho da Madi.

Eis minhas 5 perguntas:

1) Como surgiu a ideia do blog e por que?
2) O nome dele tem algum motivo específico?
3) Já se meteu em problemas por causa do blog?
4) O que o blog te trouxe de bom desde a origem dele?
5) Já teve tua privacidade invadida por causa do blog?


Sintam-se à vontade para responder ou recusar ^^


alemanha

as mais lindas Rathaus

setembro 18, 2014

Na minha estadia na Alemanha, quando conhecia uma cidade nova, quase sempre chamava muito a atenção o edifício das Rathaus, a prefeitura da cidade. Na maioria das vezes ainda era a antiga edificação com o mesmo uso durante séculos, em alguns casos já existiam duas, a velha e a nova (altes e neues), e em outros, só existia uma nova muito sem graça.
Fiz uma lista com as Rathaus que mais me impressionaram.

Bielefeld
Altes Rathaus em Ahlen, onde hoje funciona uma escola (Volkshochschule)
Bonn
Bückeburg

Bad Salzuflen

Hamburg

Erfurt
Neues Rathaus Hannover

altes Rathaus Leipzig
Lippstadt
Osnabrück
Paderborn

no meio do feldo de Warburg

E a mais linda de todas, na minha humilde opinião, ficava na Áustria, em Viena:





Curtiram? Comentem!

Instagram