Porto nada Alegre

outubro 08, 2015

Voltou a chover dilúvios aqui no sul. Esse ano tá se superando no quesito clima de bosta. Que o clima sempre foi doido por aqui não é nenhuma novidade, mas não tenho aguentado mais essa chuva e umidade excessiva. 

Sim, tudo ação do homem tantas mudanças bruscas ao longo do tempo. 

E o pior nem é só o clima e o tempo, anda bem desgostoso de viver aqui, o estado tá falido, a segurança despencou ladeira abaixo. Da muito medo de sair nas ruas, medo de assalto, medo de sequestrou relâmpago, medo de assédio.

Sem contar que não tenho visto mais beleza nessa cidade, coisa que sempre enxerguei. Tá bem difícil de conseguir achar coisas bonitas por aqui, das mais simples que sejam. Quando encontro uma árvore bonita, florida, fico ali apreciando, mas por poucos segundos pois dependendo da rua e da hora pode ser mais perigoso ficar parada. E tirar  o celular da bolsa (ou de onde esconder, pois tenho feito isso em alguns momentos com medo de ser roubada) para fotografar é algo a ser pensado duas vezes. Ou nem da tempo pra isso, e sigo reto andando sem registrar as poucas belezas que encontro.

As calçadas andam mais esburacadas que nunca, lixo no chão já virou rotina, fios elétricos caídos  dos postes já é paisagem urbana. Sem falar no aumento de gente morando nas ruas e dos pedintes. Às vezes até penso em tentar ajudar, às vezes é mais um fumando crack de olho em ti e tu sente medo. É pena. Pena dele e de ti, mesmo parecendo egoísmo.

Segunda passada consegui ir até a orla do rio apreciar o pôr do sol, coisa que não fazia há tempos. O lugar agora fechou para as obras de revitalização, que devem terminar em 2 anos. Que bom que eu fui, pois fechou no dia seguinte e as chuvas também já voltaram, e com toda força. 

Nem o pôr do sol daqui me anima como antes.






arquitetura

Parque da Independência e Museu do Ipiranga

outubro 05, 2015

No final de semana passado fui visitar São Paulo (e meu namorado, obviamente. ou na ordem inversa) e finalmente consegui ir conhecer este lugar tão bonito que há tempos queria conhecer, o Parque da Independência.




Uma pena o Museu do Ipiranga estar fechado para restauro desde 2013 e sem previsão de reabertura, pois dizem que é um belíssimo edifício por dentro. Mas mesmo visitando só o parque e os jardins do Museu já valeu a pena o passeio.
Os jardins são desenhados no estilo de Versalhes, que viralizou por muito tempo fazendo muita gente imitar o famoso palácio francês (mas nunca serão! já diria Capitão Nascimento hahaha). Outra coisa interessante do Museu, é que ele foi construído para celebrar a Independência do Brasil, nunca foi residência de ninguém, e Dom Pedro I não chegou a saber de sua existência (pois só foi erguido uns 60 anos depois da morte dele). Ou seja, ele nunca foi palácio de nada, já nasceu com a função de Museu. No início ele era um museu de história natural, de história do Brasil e Paulista. Hoje o nome oficial é Museu Paulista.












Fomos num domingo quente, com um pouco de sol, então o parque estava bem movimentado. Destaque para o pessoal andando de skate na rampa principal de acesso ao Museu.

 ao fundo está o Monumento à Independência do Brasil


 Com certeza vale a visita! Mas planeje ir em um dia sem chuva. Gostaria de voltar durante a semana, quando o parque não estiver tão cheio, até para visitar os bosques ao fundo do Museu que nem cheguei a ir pois estava abafado demais e muito lotado.

Instagram